abramente.com

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Novidades Habilidades valorizadas em um gerente de projetos

Habilidades valorizadas em um gerente de projetos

E-mail Imprimir PDF

Os resultados do Benchmarking em Gerenciamento de Projetos de 2009, realizado pelos 13 chapters brasileiros do Project Management Institute, estimulam diversas reflexões.

Um dos itens de pesquisa neste benchmarking foi “habilidades que valorizadas em um gerente de projetos”. As 300 organizações da amostra mencionaram 12 itens: (1) liderança [50%]; (2) comunicação [41%]; (3) conhecimento em gerenciamento de projetos [33%]; (4) negociação [30%]; (5) conhecimento técnico [29%]; (6) capacidade de integrar as partes [25%]; (7) atitude [23%]; (8) iniciativa [21%]; (9) trabalho em equipe [18%]; (10) gerenciamento de conflitos [15%]; (11) organização [8%]; e (12) política [6%].

Analisando a sequência dos itens e seus percentuais, identifica-se o "mind set" das organizações brasileiras. É propício debater quatro questões dos resultados.

PROFISSIONALIZAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS - O item “conhecimento em gerenciamento de projetos”, terceiro da lista com 33%, evidencia que a profissionalização da área já é efetivamente reconhecida pelas organizações no País.

ITENS DE GESTÃO DE PESSOAS FORAM SUBAVALIADOS - As questões que abraçam a gestão de pessoas (trabalho em equipe e gerenciamento de conflitos) aparecem nas discretas 9ª e 10ª posições, com 18% e 15% de citações. A gestão de pessoas é da maior importância na execução dos projetos, pois as pessoas são responsáveis pelos “deliveries” no prazo e com a qualidade esperada. Gerir pessoas é desafiador, pois elas têm diferentes interesses, experiência, vivências, origens culturais e background. A gestão de pessoas em projetos compreende a habilidade de incentivar, orientar, dar feedback, integrar e reconhecer o desempenho dos profissionais.

COMUNICAÇÃO É VITAL EM PROJETOS - O resultado da habilidade “comunicação” em 2º lugar, assinalada por 41% da amostra, indica consistência com os problemas apresentados pelas organizações neste mesmo benchmarking, quando 76% delas mencionaram o item “comunicação” como a primeira das 18 causas-raiz dos problemas em projetos.

A comunicação em projetos é abrangente, englobando a relação do gerente com a equipe, patrocinador, cliente, usuários, fornecedores, e por vezes, mídia. A comunicação do gerente abrange a realização de reuniões, elaboração de atas concisas, confecção e acompanhamento de planos de ação, divulgação de relatórios de status e progresso do projeto.

FALTA DE ORGANIZAÇÃO PODE SER FATAL PARA UM PROJETO - A habilidade “organização” foi mencionada por apenas 8% das organizações, aparecendo em uma preocupante 11ª colocação. É inadmissível que um gerente de projeto não tenha um excelente senso de organização! Organização em projetos é para todos, favorecendo a padronização, o acesso à documentação e à informação, facilitando a evolução das atividades. As Pastas de Projeto, com conteúdos previamente definidos, devem ter documentos atualizados.

Em suma, é difícil priorizar e atribuir valor às habilidades de um gerente de projetos. De qualquer modo, tem-se a certeza de que gerenciar projetos há muito deixou de ser algo amador e intuitivo, pois exige conhecimento, assertividade e profissionalismo.

Fonte: www.cotidianodigital.com.br

* Armando Terribili Filho é Diretor de Projetos na Unisys Brasil e autor do livro "Indicadores de Gerenciamento de Projetos" (M. Books, 2010).

Última atualização em Seg, 21 de Maio de 2012 13:25  

Comentar

O proprietário do site se reserva o direito de não publicar seu comentário caso contenha conteúdo impróprio.


Código de segurança
Atualizar

O que procura?

Pesquisa personalizada

Linha em branco